segunda-feira, 12 de fevereiro de 2018

ARMORED DAWN - Barbarians in Black



Ano: 2018
Tipo: Full Length
Importado


Tracklist:

1. Beware of the Dragon
2. Bloodstone
3. Men of Odin
4. Chance to Live Again
5. Unbreakable
6. Eyes Behind The Crow
7. Sail Away
8. Gods of Metal
9. Survivor
10. Barbarians in Black


Banda:


Eduardo Parras - Vocais
Tiago de Moura - Guitarras
Timo Kaarkoski - Guitarras
Rafael Agostino - Teclados
Fernando Giovannetti - Baixo
Rodrigo Oliveira - Bateria


Ficha Técnica:

Kato Khandwala - Produção
Bruno Agra - Produção
Sebastian “Seeb” Levermann - Mixagem, masterização
Ted Jensen - Masterização
J. Duarte - Artwork


Contatos:

Bandcamp:
Assessoria: https://www.facebook.com/UltimateMusicPR (The Ultimate Music - PR)


Texto: Marcos Garcia


Cada vez mais, as bandas brasileiras estão buscando novos ares fora do Brasil, em uma tentativa de alcançarem um público maior. Muitos tentam e esbarram com as dificuldades inerentes ao underground, enquanto outros parecem predestinados a grandes coisas. Nesse último grupo, o sexteto paulista ARMORED DAWN tem dado provas que esse será o caminho deles, já que “Barbarians in Black” é um disco mais evoluído que seu antecessor (“Power of Warrior”, de 2016), além de estar sendo lançado na Europa pela AFM Records.

Basicamente, o grupo faz algo que transita entre o Metal tradicional e o Power Metal épico. Ou seja, eles possuem uma pegada técnica e bem trabalhada, com muita ênfase nos riffs pesados das guitarras, ótimo trabalho da base rítmica, teclados que se encaixam perfeitamente nas canções e criam uma ambientação épica essencial, além de vocais excelentes. Fundido esses elementos, embora esteja longa de ser algo inovador, mostra uma banda com muita personalidade, que sabe ter diversidade rítmica e doses homeopáticas de peso e melodias. É ouvir e gostar!

A sonoridade de “Barbarians in Black” é de alto nível. Os timbres são agressivos e pesados, e transparecem as melodias claramente foi sábia, e ao mesmo tempo, a produção conseguiu dar equilíbrio em relação ao peso, agressividade, melodia e clareza que o grupo precisa. Tanto quando o foco é o peso ou quando tocam de maneira mais suave, tudo soa como deve sem problemas para nossa compreensão. E sem mencionar o belo trabalho gráfico da capa.

Mesmo longe de ser uma banda que veio para criar um subgênero novo em termos de Metal, o ARMORED DAWN veio para mostrar que tem espaço no cenário nacional (e mesmo no mundial), sabendo como dar dinâmica às suas canções, e como capricharam nos arranjos. O esmero impera em cada momento.

O capricho em “Barbarians in Black” é tamanho que não decepcionara seus velhos fãs e ainda conquistará novos. A dinâmica e pesada “Beware of the Dragon” e suas variações rítmicas (ótimo refrão, e baixo e bateria realmente estão ótimos), o peso agressivo de “Bloodstone”, a beleza das melodias de “Men of Odin” (que passagens fenomenais de teclados e ótimos riffs e solos de guitarras), a força melodiosa de “Unbreakable”, o trabalho de tempos mais cadenciados de “Eyes Behind The Crow” e suas melodias sólidas, as harmonias introspectivas e acessíveis de “Sail Away” (os vocais mostram ótimo trabalho, com tons que se alternam bastante e sem falar em um belo vocal feminino de fundo), o jeito mais simples e ganchudo de “Survivor”, e o jeitão elegante e agressivo de “Barbarians in Black” mostram uma banda que soube evoluir e agora pode conquistar fãs e mais fãs dentro e fora do Brasil.

O ARMORED DAWN está prontinho para ser grande!

Nota: 95%