quinta-feira, 3 de maio de 2018

COSMIC ROVER - Cosmic Rover



Ano: 2018
Tipo: Extended Play (EP)
Selo: Independente
Nacional


Tracklist:

1. Never Forget
2. Space Motherfucker
3. Cosmic Rover
4. Bright Highway


Banda:


Edson Graseffi - Vocais, bateria
Rick Rocha - Guitarras
Rodrigo Felix - Baixo


Ficha Técnica:

Henrique Baboom - Produção


Contatos:

Site Oficial:
Assessoria:

E-mail:


Texto: Marcos Garcia

  
Um estilo que anda bem em evidência no cenário é o Stoner Rock/Metal.

Todos os dias, bandas e mais bandas nessa mesma pegada referenciando grupos do passado surgem, algumas com trabalhos ótimos, outros nem tanto. E no Brasil, poucos andam fazendo o estilo, e além disso, quando uma banda por aqui coloca a mão em qualquer gênero, sempre mostra algo diferente do original. Se devido à exposição atual a coisa anda ficando desgastada lá fora, grupos como o COSMIC ROVER, trio de SP, ajudam a dar um gás novo. O primeiro EP do grupo, “Cosmic Rover”, é uma mostra clara disso.

Nas fileiras do trio estão músicos bem experientes. Rick Rocha já tocou no LABORATORI, enquanto o baixista Rodrigo Félix é conhecido na noite paulista. Na bateria, Edson Graseffi, do PANZER, que mostra seus dons vocais no trio pela primeira vez. E unidos, o grupo destila um Stoner Rock/Metal pesado, denso e cheio de groove, mas com influências de Space Rock e mesmo SOuthern Rock. Mas o que diferencia o grupo dos similares gringos que infestam o cenário é sua maior fluência melódica, não soando tão “duro” como eles. Pelo contrário, o COSMIC ROVER é bem azeitado, possui um suingue todo próprio, soando solto, vivo e cheio de energia. E a selvageria Stoner não tem fim!

Na sonoridade, o trio conseguiu um mix interessante de algo claro e bem feito em termos estéticos, com o peso e som orgânico tão essencial do gênero, mais uma diferença deles para seus pares de estilo. Tudo é claro e inteligível no EP, fugindo um pouco do padrão, embora exista um evidente clima “ao vivo” na gravação (não existem guitarras base durante os solos, dando uma impressão de gravação em “one take”). E isso é bom.

Soando vivo e com pegada, o trabalho do COSMIC ROVER vem para dar um gás novo, e justamente pela experiência de seus componentes o som deles é mais redondo aos ouvidos, e longe do “mais do mesmo” enjoativo que empesteia o gênero. Muito de C.O.C. e DOWN, e algo de SOUNDGARDEN e MONSTER MAGNET podem ser detectados, mas sem que o grupo soe sem identidade. Pelo contrário, isso se percebe claramente em suas composições.

Em “Never Forget”, uma pegada mais pesada e densa, com guitarras de primeira e um andamento mais arrastado de primeira. Um pouco mais agitada e mostrando influências melódicas do Rock clássico é “Space Motherfucker”, mais reta, direta e cheia de energia, com bons vocais (esses tons roucos pegaram muito bem). Rebuscando o azedume dos anos 70, “Cosmic Rover” é uma clássica canção de Stoner Rock, que mostra riffs sinuosos e melodias mais simples (e com ótima técnica na bateria). Já em “Bright Highway”, toda fluência e peso do groove setentista se evidenciam, algo mais suingado e denso, com boa noção melódica.

“Cosmic Rover” será liberado para audição nos próximos dias, logo, aproveitem para ouvir o quanto o COSMIC ROVER tem para dar ao cenário nacional.


Nota: 88%